FARMACOS ANTIPSICOTICOS PDF

Zolorg Permite, estoy de paso. Los primeros estudios comparativos de fenotiazinas mostraron una clara superioridad de estas frente a fenobarbital. Les importa un bledo. Relapse duration, treatment intensity, and brain tissue loss in schizophrenia: Peo sigue existiendo una incapacidad para definirla satisfactoriamente. Current prescribing patterns in outpatient child and adolescent psychiatric practice in central New York. Effects of Largactil in antipsiccoticos syndrome.

Author:Toktilar Daizshura
Country:Ukraine
Language:English (Spanish)
Genre:Love
Published (Last):21 January 2011
Pages:354
PDF File Size:1.84 Mb
ePub File Size:11.86 Mb
ISBN:593-3-17083-438-9
Downloads:16350
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Akinokinos



Parkinson Nigro-Estriatal Corpo Estriado Controle motor fino Vrios outros transmissores, particularmente a 5-HT que exerce um efeito modulador sobre as vias da dopamina -, a noradrenalina e o glutamato, interagem fortemente com as vias da dopamina e podem ser importantes em relao s aes das drogas antipsicticas e, possivelmente tambm, na etiologia da esquizofrenia.

Apesar dos neurolpticos tradicionais bloquearem receptores adrenrgicos, serotoninrgicos, colinrgicos e histaminrgicos, todos eles tm em comum a ao farmacolgica de bloquear os receptores dopaminrgicos. O bloqueio dos outros receptores, alm dos dopaminrgicos, estaria relacionado mais aos efeitos colaterais da droga do que aos teraputicos.

A esquizofrenia e transtornos esquizofreniformes podem ser manejados em dois momentos distintos: fase aguda e fase de manuteno. Na fase aguda surto psictico , o objetivo do tratamento o alvio e reduo dos sintomas, com melhora do funcionamento social do indivduo. O tratamento visa evitar danos advindos da agressividade e permitir rpido retorno a melhor nvel de funcionamento.

Medicamentos antipsicticos principalmente os mais sedativos so indicados em quase todos os episdios psicticos agudos. Os benzodiazepnicos podem ser administrados juntamente com antipsicticos para evitar os efeitos colaterais nesta fase. Embora seja importante que o paciente participe da deciso quanto ao uso de medicamentos, no surto psictico sua administrao costuma ser feita independentemente do desejo do paciente.

Do ponto de vista de eficcia e segurana, os antipsicticos convencionais e alguns dos novos, como a risperidona, so opes para tratamento inicial da esquizofrenia. O indivduo mostra menos emoes, demora a responder a estmulos externos e tende a adormecer. Entretanto, facilmente despertado e pode responder com preciso a eventuais perguntas, no havendo nenhuma perda acentuada da funo intelectual. As tendncias agressivas so fortemente inibidas.

Efeitos colaterais dos antipsicticos: Muitos dos efeitos adversos dos antipsicticos so provavelmente mediados pela ligao desses frmacos aos receptores D2 nos ncleos da base e na hipfise. Os efeitos colaterais comuns maioria das drogas antipsicticas consistem em distrbios motores extrapiramidais e os distrbios endcrinos.

O sistema extrapiramidal constitudo pelas vias motoras que conectam o crtex cerebral com as vias dos nervos espinhais. Quando estimulados produzem sndrome Parkinsoniptica, acatisia inquietao incontrolvel e reaes distnicas agudas. As distonias agudas consistem em movimentos involuntrios, tremor e rigidez que provavelmente so conseqentes ao bloqueio dos receptores de dopamina nigroestriais.

A discinesia tardia caracteriza-se principalmente por movimentos involuntrios da face dos membros, aparecendo dentro de vrios meses ou anos depois do tratamento antipsictico. Pode estar associada proliferao de receptores de dopamina no corpo estriado. A incidncia das distonias agudas e da discinesia tardia menor com os agentes antipsicticos atpicos, sendo particularmente baixa com a clozapina Os distrbios endcrinos consistem no aumento da liberao de prolactina, com consequente amnorria, galactorria, teste falso-positivo de gravidez, ginecomastia e diminuio da libido nos homens.

A sedao, a hipotenso e o aumento do peso corporal tambm so comuns. Esses efeitos so secundrios ao bloqueio dos receptores da dopamina. Outros efeitos colaterais, tais como: boca seca, viso turva e hipotenso, so devido ao bloqueio de outros receptores, particularmente dos alfa-adrenrgicos e dos receptores muscarnicos de acetilcolina. A sndrome maligna antipsictica uma reao idiossincrsica rara, porm potencialmente perigosa.

Clinicamente se observa um grave distrbio extrapiramidal acompanhado por intensa hipertermia de origem central e distrbios autonmicos. Como os tecidos adiposos liberam lentamente os metablitos fenotiazdicos acumulados no plasma, as fenotiazidas podem produzir efeitos por um perodo de at trs meses aps sua interrupo.

Observaes: muitos frmacos antagonistas da dopamina fenotiazinas, metoclopramida possuem atividade antiemtica pois existem receptores D2 na rea do bulbo zona do gatilho quimiorreceptora associados ao desencadeamento do vmito. Figura 02 - Mecanismo e ao dos receptores D2 da dopamina: A - Ativao dos receptores D2: em condies normais a dopamina se liga ao receptor D2 que ativa a subunidade alfa da protena G que se desloca e liga-se adenilciclase inibindo-a.

O incremento da funo dopaminrgica promove os sintomas caractersticos da esquizofrenia. B - Bloqueio de receptores D2: neste caso, no ocorre a ativao da protena G e ligao da subunidade alfa adenilciclase.

O resultado destes eventos o favorecimento dos processos de despolarizao da membrana com a consequente inibio dos sintomas positivos da doena. Projees glutamatrgicas corticais excitatrias ativam as vias dopaminrgicas na rea tegmental ventral.

A dopamina atua inibindo o estriado ventral e este o tlamo, estrutura que transmite as informaes sensoriais para o crtex. Se um excesso da transmisso tlamocortical ocorrer, devido diminuio da atividade glutamatrgica e aumento da funo dopaminrgica desinibio da via dopaminrgica mesolmbica , sintomas positivos podem aparecer.

Figura 04 representao da hipofuno cortical dos receptores glutamatrgicos tipo NMDA: Representao hipottica associando a hipofuno cortical reduo da atividade de receptores NMDA e os sintomas da esquizofrenia.

A hipofuno cortical repercute sobre o sistema dopaminrgico mesolmbico determinando a desinibio do sistema mesolmbico e o consequente aparecimento dos sintomas positivos. A atividade dos neurnios mesolmbicos depende da estimulao de vias descendentes corticais de forma que a hipofuno cortical associada aos dficits cognitivos determina o predomnio da atividade dopaminrgica no sistema lmbico sintomas positivos.

Isto pode explicar o aparecimento sequencial de sintomas positivos e negativos no curso da esquizofrenia. RANG, H. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, ; 2. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, ; 3. Farmacologia Moderna. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, ; 4. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, ; 5. Farmacologia Clnica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, As Bases farmacolgicas da Teraputica. Rio de Janeiro: Mc-Graw Hill, Rio de Janeiro: Elsevier, Rio de Janeiro: Ganabara Koogan, Interesses relacionados.

COMMANDO SERIES HAMEED PDF

Fármacos Antipsicóticos

.

EPSON STYLUS NX215 MANUAL PDF

Antipsicóticos típicos y atípicos: mecanismo y efectos

.

BOULEZ LE MARTEAU SANS MAITRE SCORE PDF

Cómo funcionan los antipsicóticos y cuáles son sus principales reacciones adversas

.

Related Articles